Quebre o ovo

Você, leitor, vai fazer exatamente o que lhe pedi no título do post. Quebrar um ovo.
A tarefa é bem simples, pegar um ovo de galinha, daqueles que vendem no mercado... 
Então, arrebente-o! E antes que atirem-me pedras, alegando que esteja incentivando o público do blog, ao desperdício de comida, enquanto milhares de pessoas morrem de fome na África... Eu vou dizer que eu sei disso. Sei que milhares de pessoas morrem de fome, no mundo todo. Mas ao quebrar o ovo, você vai estar 01. tirando um peso de suas costas, 02.  tirando a escuridão de sua mente e 03. tirando a frieza do seu coração. Sem falar que antes de tentar resolver os problemas do mundo, você tem que -ao menos tentar- resolver os seus problemas.

Talvez a sugestão tenha parecido extremamente estúpida. -E talvez ela seja mesmo.
Mas você é o que você acredita. O que você escolhe. Então, ao mentalizar tudo aquilo de negativo que tem dentro de si, tudo aquilo que não te leva a ser uma boa pessoa, segurando o ovo... Você "transfere" essa carga ruim para dentro dele. E como não queremos que o ovo carregue seus problemas, segredos e arrependimentos, quebre-o. Quebre-o para que ele não te arrebente. Jogue ele forte na parede. Ou bata-o com força na mesa. 

Depois disso, pegue um pano úmido e com aquele odor debaixo do seu nariz, aquele cheiro que estava dentro de você, limpe tudo. Afinal, quem seria o responsável pelas suas ações se não você mesmo? Limpe a sujeira, do chão, da parede, da sua mente. Tome um banho, respire fundo e siga em frente. Nenhum de nós é o mesmo de um minuto atrás.


De uma forma geral, ao longo dos tempos, desenvolvemos uma tendência de vitimizar-nos diante do mundo. Com isso, acaba-se carregando mais peso do que o necessário nas costas... Porque acreditamos ser "coitadinhos". Ou porque escutamos aquela música melancólica com o vento em nossa cara... Porque nos afastamos da realidade do mundo e nos isolamos dentro da nossa própria realidade. Só que mesmo assim, nos cegamos diante de nós mesmos e continuamos inertes em meio ao fluxo contínuo da vida.


Essa proposta do post de hoje, eu fiz. Fiz por necessidade de chamar atenção, por necessidade de ajudar alguém, de provar pra mim mesmo que erro, que sinto... Que eu existo. É importante que você seja positivo consigo mesmo e com o universo. Portanto, seja. Mas seja mesmo. Seja você... Externe o que sente. Deixe a casca. 
Quebre o ovo!